Quinta-feira, 19 de Março de 2020

Recordando... Manuel Ribeiro

INCREDULIDADE

 

Estes meus versos simples que te dou

E por que mostras só curiosidade,

Crendo que são uma futilidade,

Um passatempo frívolo em que estou;

 

Mal sabes quanto amor se concentrou

Nêles: com quanto ardor, quanta ansiedade

Os recortei na pura claridade

Do dulcíssimo sonho que os gerou.

 

Pertencem-te meus versos, se são teus!

Se me veem de ti como Deus,

Embora saiba bem que tu não crês…

 

Ah, que cegueira e desentendimento;

És tu que falas no meu pensamento,

Estás toda inteira nêle e não vês…

 

(mantém a grafia original)

 

In “Contemporanea”

Director - José Pacheco

Ano I - Volume III - Nº.9 Ano 1923

Pág. 119

 

Manuel Ribeiro

(1878-1941)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sexta-feira, 7 de Novembro de 2014

Recordando... Manuel Ribeiro

A MÃE

 

I

 

Sua ternura:

 

Com que alvoroço trémulo e espectante

chega a maternidade um dia, – como

da simples flôr se desentranha o gomo

a um raio de sol mais perturbador.

 

Vão-se os flancos erguendo na ondeante

vida que irrompe altiva, num assomo.

O seio branco amadurece em pomo

que o filho, ancioso, já não está distante.

 

No futuro que a Mãe lhe vai a erguer

a terra é pouca já p’ra êle ver

e pequeno o universo p’ra sonhar.

 

Mas, ei-lo enfim que chega... E a terra e o espaço

se circunscrevem no minguado abraço

em que os seus labios se unem p’ra o beijar...

 

II

 

Sua bondade:

 

Um filho vem, mais um e outro ainda.

Fonte da vida, a vida corre enquanto

do seu amor jorrar, em flúido, o encanto

que aos olhos d’outro amor a torna linda.

 

Cada vida que vem ao mundo em pranto

é p’ra o seu amplo coração bem vinda.

E já não sabe (se esse amar é tanto!)

onde o filho começa e onde a mãe finda.

 

E como em roda o azul do ceo pendente

se curva e pousa em terra e pensa a gente

que êle está perto – e é a Imensidade,

 

assim a alma da Mãe – ilimitada,

abraça o filho, mas, aperfilhada,

passa no lento abraço – a Humanidade.

 

In Revista “ÁMANHÔ

(Revista popular de orientação racional)

I Série – Nº 1 – 1 de Junho de 1909 – Pág. 10

Directôres – Grácio Ramos & Pinto Quartim

 

Manuel Ribeiro

1879 – 1941

 

Mantém a grafia original

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Ano XIV

.posts recentes

. Recordando... Manuel Ribe...

. Recordando... Manuel Ribe...

.arquivos

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds