Sábado, 30 de Setembro de 2023

Recordando... Nicolau Tolentino de Almeida

DEITANDO UM CAVALO À MARGEM

 

Vai, mísero cavalo lazarento,
Pastar longas campinas livremente;
Não percas tempo, enquanto to consente
De magros cães faminto ajuntamento.

 

Esta sela, teu único ornamento,
Para sinal da minha dor veemente,
De torto prego ficará pendente,
Despojo inútil do inconstante vento.

 

Morre em paz, que, em havendo algum dinheiro,
Hei-de mandar, em honra de teu nome,
Abrir em negra pedra este letreiro:

 

«Aqui piedoso entulho os ossos come
Do mais fiel, mais rápido sendeiro,
Que fora eterno, a não morrer de fome».

 

In “Obras Completas”

Castro, Irmão& Cª - 1861

 

Nicolau Tolentino de Almeida

(1722-1804)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 25 de Setembro de 2023

Recordando... Reinaldo Ferreira

VIVO NA ESPERANÇA DE UM GESTO

 

Vivo na esperança de um gesto

Que hás-de fazer.

Gesto, claro, é maneira de dizer,

Pois o que importa é o resto

Que esse gesto tem de ter.

Tem que ter sinceridade

Sem parecer premeditado;

E tem que ser convincente,

Mas de maneira diferente

Do discurso preparado.

Sem me alargar, não resisto

À tentação de dizer

Que o gesto não é só isto...

Quando tu, em confusão,

Sabendo que estou à espera,

Me mostras que só hesitas

Por não saber começar,

Que tentações de falar!

Porque enfim, como adivinhas,

Esse gesto eu sei qual é,

Mas se o disser, já não é...

 

(Livro I – Um voo cego a nada)

 

In “Poemas”

Editora Nova Veja

 

Reinaldo Ferreira

(1922-1959)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Terça-feira, 19 de Setembro de 2023

Recordando... Rosa Alice Branco

SEM LIVRO DE RECLAMAÇÕES

 

No princípio era o verbo

e agora ninguém responde.

O marido, a amante, a família e os amigos,

todos alinhados sobre as campas.

Começam pela oração ou o correspondente laico

e logo passam às súplicas e aos subornos.

Os cemitérios são repartições públicas.

Por isso não há respostas.

Há noites mal dormidas pelas razões erradas.

Esta noite a cama tremeu três vezes. Os teus balbucios

na minha boca. A tua pele húmida. Sou o teu epitáfio?

A família e os demais continuam a acorrer aos balcões

sem os formulários preenchidos.

Os mortos já não pertencem às respostas.

Qualquer adjectivo apodrece como as flores.

Qualquer frase se decompõe sem sujeito.

Sou apenas uma tatuagem na tua campa.

No princípio era o fim.

 

In “Gado do Senhor”

Editora &Etc - 2011

 

Rosa Alice Branco

(N.1950)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 13 de Setembro de 2023

Recordando... Nuno Júdice

CHUVA

 

Chove como sempre. E,

sempre que chove,

as pessoas abrigam-se

(as que não estavam à

espera que chovesse);

ou abrem, simplesmente,

o chapéu-de-chuva - de

preferência com fecho

automático. Porque, quando

chove, todos temos de

fazer alguma coisa: até

nós, que estamos dentro

de casa. Vão, uns, até

à janela, comentando:

“Que Inverno!”; sentam-se,

outros, com um papel

à frente: e escrevem

um poema, como este.

 

In “Um Canto na Espessura do Tempo” 1992

Quetzal Editores

 

Nuno Júdice

(N.1949)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quinta-feira, 7 de Setembro de 2023

Recordando... Rosa Lobato de Faria

CONHEÇO ESSE SENTIMENTO

 

Conheço esse sentimento

que é como a cerejeira

quando está carregada de frutos:

excessivo peso para os ramos da alma.

 

Conheço esse sentimento

que é o da orla da praia

lambida pela espuma da maré:

quando o mar se retira

as conchas são pequenas saudades

que doem no coração da areia.

 

Conheço esse sentimento

que é o dos cabelos do salgueiro

revoltos pelas mãos ágeis da tempestade:

na hora quieta do amanhecer

pendem-lhe tristemente os braços

vazios do amado corpo do vento.

 

Conheço esse sentimento

que passa nos teus olhos e nos meus

quando de mãos dadas

ouvimos o Requiem de Mozart

ou visitamos a nave de Alcobaça.

 

Pedro e Inês

a praia e a maré

o salgueiro e o vento

a verdade e o sonho

o amor e a morte

o pó das cerejeiras

tu.

e eu.

 

In “Poemas escolhidos e dispersos”

Roma Editora

 

Rosa Lobato de Faria

(1932-2010)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sexta-feira, 1 de Setembro de 2023

Recordando... Sophia de Mello Breyner Andresen

FUNDO DO MAR

 

No fundo do mar há brancos pavores,

Onde as plantas são animais

E os animais são flores.

 

Mundo silencioso que não atinge

A agitação das ondas.

Abrem-se rindo conchas redondas,

Baloiça o cavalo-marinho.

Um polvo avança

No desalinho

Dos seus mil braços,

Uma flor dança,

Sem ruído vibram os espaços.

 

Sobre a areia o tempo poisa

Leve como um lenço.

 

Mas por mais bela que seja cada coisa

Tem um monstro em si suspenso.

 

In “Obra Poética I”

Editorial Caminho

 

Sophia de Mello Breyner Andresen

(1919-2004)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Junho 2024

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Ano XVII

.posts recentes

. Recordando... Fernando Pe...

. Recordando... Ricardo Rei...

. Recordando... Alberto Cae...

. Recordando... Gastão Cruz

. Recordando... Daniel Fari...

. Recordando... Beatriz Pin...

. Recordando... Fátima Mald...

. Recordando... Carlos Mace...

. Recordando... A. M. Pires...

. Recordando... Maria de Lo...

.arquivos

. Junho 2024

. Maio 2024

. Abril 2024

. Março 2024

. Fevereiro 2024

. Janeiro 2024

. Dezembro 2023

. Novembro 2023

. Outubro 2023

. Setembro 2023

. Agosto 2023

. Julho 2023

. Junho 2023

. Maio 2023

. Abril 2023

. Março 2023

. Fevereiro 2023

. Janeiro 2023

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds