Terça-feira, 31 de Maio de 2022

Recordando... José Terra **

OS DEUSES…

 

Os deuses, só de os pensar existem.

Quando me sento a esta mesa e deixo

que o pensamento se concentre, a flecha

fende os ares e o real e tomba

 

aonde os deuses libam o meu sangue.

Sanguessugas os deuses; e contudo

damos-lhes rostos para que se tornem

mais suportáveis no convívio absurdo

 

que nos impomos quando estamos sós.

São mudos os deuses. E é por isso

que o que não dizem nos isola e oprime.

 

Moscas são os deuses, quando zunem

no momento do sono, à nossa volta.

Por vezes riem e dançam, mas tão longe!

 

In “Espelho do Invisível”

Livraria Morais Editora

        

José Terra **

(1928-2014)

 

** Pseudónimo de José Fernandes da Silva

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quarta-feira, 25 de Maio de 2022

Recordando... Vergílio Ferreira

CAI A CHUVA ABANDONADA

 

Cai a chuva abandonada

à minha melancolia,

a melancolia do nada

que é tudo o que em nós se cria.

 

Memória estranha de outrora

não a sei e está presente.

Em mim por si se demora

e nada em mim a consente

 

do que me fala à razão.

Mas a razão é limite

do que tem ocasião

 

de negar o que me fite

de onde é a minha mansão

que é mansão no sem-limite.

Ao longe e ao alto é que estou

e só daí é que sou.

 

In “Conta-Corrente 1”

Livraria Bertrand - 1981

 

Vergílio Ferreira

(1916-1996)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quinta-feira, 19 de Maio de 2022

Recordando... Luís Veiga Leitão **

A CIDADE EQUESTRE

 

A cidade equestre

No rio mergulha

Seus cascos de granito

E sobe

A galope

Encosta arriba

 

Num salto a prumo

(Lá onde o casario morre)

Upa!

É uma torre

 

Torre de pedras e nuvem

De pássaros de fogo

De corpo de mulher

Torre de tudo e de quanto

O sonho

A palavra o canto

Pode e quer

 

Linhas do Trópico - 1977

 

In “Obra Completa”

Campo das Letras

 

Luís Veiga Leitão **

(1912-1987)

 

** Pseudónimo de Luís Maria Leitão

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sexta-feira, 13 de Maio de 2022

Recordando... Manuel António Pina

COISAS QUE NÃO HÁ QUE HÁ

 

Uma coisa que me põe triste

é que não existe o que não existe.

(Se é que não existe, e isto é que existe!)

Há tantas coisas bonitas que não há:

coisas que não há, gente que não há,

bichos que já ouve e já não há,

livros por ler, coisas por ver,

feitos desfeitos, outros feitos por fazer,

pessoas tão boas ainda por nascer

e outras que morreram há tanto tempo!

Tantas lembranças de que não me lembro,

Sítios que não sei, invenções que não invento,

gente de vidro e de vento, países por achar,

paisagens, plantas, jardins de ar,

tudo o que eu nem posso imaginar

porque se o imaginasse já existia

embora num lugar onde só eu ia...

 

In “O pássaro da cabeça e mais versos para crianças”

Assírio & Alvim

 

Manuel António Pina

(1943-2012)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sábado, 7 de Maio de 2022

Recordando... Pedro Mexia

DUPLO IMPÉRIO

 

Atravesso as pontes mas

(o que é incompreensível)

não atravesso os rios,

preso como uma seta

nos efeitos precários da vontade.

 

Apenas tenho esta contemplação

das copas das árvores

e dos seus prenúncios celestes,

mas não chego a desfazer

as flores brancas e amarelas

que se desprendem.

 

As estações não se conhecem,

como lhes fora ordenado,

mas tecem o duplo império

do amor e da obscuridade. "

 

In "Duplo Império"

 

Pedro Mexia

(N.1972)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Domingo, 1 de Maio de 2022

Recordando... Victor Oliveira Mateus

ATENTO MEU OLHAR SE REVIGORA

 

Atento meu olhar se revigora no cais sempre aberto

em que discorro. E sem o látego de impassíveis fantasias

ou de crenças usadas como socorro. À palavra me vou

dando no concreto que percorro. Observo ruas, rostos,

 

para lá de logros e madrugadas enganosas e sentado

no café insisto leituras que tento copiosas.

Mas se acaso, num inverno que já pressinto, relâmpagos

e trovões falsearem tudo o que vi, imune voltarei ao mesmo

 

tempo – indisfarçável véspera em que vivi. Atento meu olhar

se revigora neste cais, onde toda a cidade desfila eu eu,

sem máscara nem embuste, indago. Em cuidado me gostaria

 

para sempre, mas tal não posso neste ermo fustigado por duros

vendavais e monótona bonança. Que me fique a invendável

liberdade, listada a fogo com ferretes de esperança.

 

In “A irresistível voz de Ionatos”

Editora Labirinto

 

Victor Oliveira Mateus

(N.1952)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Dezembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Ano XV

.posts recentes

. Recordando... Pedro da Si...

. Recordando... Paulo Eduar...

. Recordando... Maria Teres...

. Recordando... Nuno Júdice

. Recordando... Sebastião d...

. Recordando... Teixeira de...

. Recordando... Sophia de M...

. Recordando... Alexandra M...

. Recordando... António Luí...

. Recordando... António Lad...

.arquivos

. Dezembro 2022

. Novembro 2022

. Outubro 2022

. Setembro 2022

. Agosto 2022

. Julho 2022

. Junho 2022

. Maio 2022

. Abril 2022

. Março 2022

. Fevereiro 2022

. Janeiro 2022

. Dezembro 2021

. Novembro 2021

. Outubro 2021

. Setembro 2021

. Agosto 2021

. Julho 2021

. Junho 2021

. Maio 2021

. Abril 2021

. Março 2021

. Fevereiro 2021

. Janeiro 2021

. Dezembro 2020

. Novembro 2020

. Outubro 2020

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds