Terça-feira, 30 de Abril de 2019

Recordando... E. M. de Melo e Castro

MAIS DIFÍCIL É FALO

 

mais difícil é falo

que falá-lo

 

mais difícil é língua

do que lua

 

mais difícil é dado

do que dá-lo

 

mais difícil vestida

do que nua

 

mais fácil é o aço

do que achá-la

 

mais fácil é dizê-la

que contê-la

 

mais fácil é mordê-la

que comê-la

 

mais fácil é aberta

do que certa

 

nem difícil nem fácil

 

nem aó nem licor

nem dito nem contacto

nem memória de cor

 

só mordido só tido

só moldado só duro

só molhada de escuro

só louca de sentido

 

fácil de falá-lo

difícil de contê-lo

o melhor é calá-lo

o melhor é fodê-lo

 

In "Cara lh amas"

E. M. de Melo e Castro **

(N.1932)

 

** Nome literário de Ernesto Manuel Geraldes de Melo e Castro

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

Recordando... David Mourão-Ferreira

CASA

 

Tentei fugir da mancha mais escura

que existe no teu corpo, e desisti.

Era pior que a morte o que antevi:

era a dor de ficar sem sepultura.

 

Bebi entre os teus flancos a loucura

de não poder viver longe de ti:

és a sombra da casa onde nasci,

és a noite que à noite me procura.

 

Só por dentro de ti há corredores

e em quartos interiores o cheiro a fruta

que veste de frescura a escuridão.

 

Só por dentro de ti rebentam flores.

Só por dentro de ti a noite escuta

o que sem voz me sai do coração.

 

In “Obra Poética,1948-1988”

Editorial Presença

 

David Mourão-Ferreira

(1927-1996)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sexta-feira, 19 de Abril de 2019

Recordando... Gastão Cruz

QUE FAREI NO OUTONO QUANDO ARDEM

 

Que farei no Outono quando ardem

as aves e as folhas e se chove

é sobre o corpo descoberto que arde

a água do Outono

 

Que faremos do corpo e da vontade

de o submeter ao fogo do Outono

quando o corpo se queima e quando o sono

sob o rumor da chuva se desfaz

 

Tudo desaparece sob o fogo

tudo se queima tudo prende a sua

secura ao fogo e cada corpo vai-se

 

prendendo ao fogo raso

pois só pode

arder imenso quando tudo arde

 

In “Outro Nome/ Escassez/ As Aves”

Assírio & Alvim

 

Gastão Cruz

(N.1941)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sábado, 13 de Abril de 2019

Recordando... Fernanda de Castro

O SEGREDO É AMAR

 

O segredo é amar. Amar a Vida

com tudo o que há de bom e mau em nós.

Amar a hora breve e apetecida,

ouvir os sons em cada voz

e ver todos os céus em cada olhar.

 

Amar por mil razões e sem razão.

Amar, só por amar,

com os nervos, o sangue, o coração.

Viver em cada instante a eternidade

e ver, na própria sombra, claridade.

 

O segredo é amar, mas amar com prazer,

sem limites, fronteiras, horizonte.

Beber em cada fonte,

florir em cada flor,

nascer em cada ninho,

sorver a terra inteira como o vinho.

 

Amar o ramo em flor que há-de nascer,

de cada obscura, tímida raiz.

Amar em cada pedra, em cada ser,

  1. Francisco de Assis.

 

Amar o tronco, a folha verde,

amar cada alegria, cada mágoa,

pois um beijo de amor jamais se perde

e cedo refloresce em pão, em água!

 

In "Trinta e Nove Poemas"

Editorial Império

 

Fernanda de Castro

(1900-1994)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Domingo, 7 de Abril de 2019

Recordando... Camilo Pessanha

CREPUSCULAR

 

Há no ambiente um murmúrio de queixume,

De desejos de amor, d'ais comprimidos...

Uma ternura esparsa de balidos,

Sente-se esmorecer como um perfume.

 

As madressilvas murcham nos silvados

E o aroma que exalam pelo espaço,

Tem delíquios de gozo e de cansaço,

Nervosos, femininos, delicados,

 

Sentem-se espasmos, agonias d'ave,

Inapreensíveis, mínimas, serenas...

- Tenho entre as mãos as tuas mãos pequenas,

O meu olhar no teu olhar suave.

 

As tuas mãos tão brancas d'anemia...

Os teus olhos tão meigos de tristeza...

- É este enlanguescer da natureza,

Este vago sofrer do fim do dia.

 

In “Poemas de Amor”

Versões Ana Leal

Edição Alma Azul – Janeiro.2006

 

Camilo Pessanha

(1867-1926) 

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Segunda-feira, 1 de Abril de 2019

Recordando... Afonso Lopes Vieira

DANÇA DO VENTO

O vento é bom bailador,

Baila, baila e assobia.

Baila, baila e rodopia

E tudo baila em redor.

E diz às flores, bailando:

- Bailai comigo, bailai!

E elas, curvadas, arfando,

Começam, débeis, bailando.

E suas folhas, tombando,

Uma se esfolha, outra cai.

E o vento as deixa, abalando,

- E lá vai!...

O vento é bom bailador,

Baila, baila e assobia,

Baila, baila e rodopia,

E tudo baila em redor.

E diz às altas ramadas:

Bailai comigo, bailai!

E elas sentem-se agarradas

Bailam no ar desgrenhadas,

Bailam com ele assustadas,

Já cansadas, suspirando;

E o vento as deixa, abalando,

E lá vai!...

O vento é bom bailador,

Baila, baila e assobia

Baila, baila e rodopia,

E tudo baila em redor!

E diz às folhas caídas:

Bailai comigo, bailai!

No quieto chão remexidas,

As folhas, por ele erguidas,

Pobres velhas ressequidas

E pendidas como um ai,

Bailam, doidas e chorando,

E o vento as deixa abalando

- E lá vai!

O vento é bom bailador,

Baila, baila e assobia,

Baila, baila e rodopia,

E tudo baila em redor!

E diz às ondas que rolam:

- Bailai comigo, bailai!

E as ondas no ar se empolam,

Em seus braços nus o enrolam,

E batalham,

E seus cabelos se espalham

Nas mãos do vento, flutuando

E o vento as deixa, abalando,

E lá vai!...

O vento é bom bailador,

Baila, baila e assobia,

Baila, baila e rodopia,

E tudo baila em redor!

 

In “Antologia Poética"

Guimarães Editores - 1966

 

Afonso Lopes Vieira

(1878-1946)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Visitas desde Agosto.2008

contador grátis

.Ano XIII

.posts recentes

. Recordando... Casimiro de...

. Recordando... António Bot...

. Recordando... Cândida Ayr...

. Recordando... Alfredo Bro...

. Recordando... Fernando Pe...

. Recordando... Álvaro de C...

. Recordando... Alberto Cae...

. Recordando... Fernando Pe...

. Recordando... Alexander S...

. Recordando... Ricardo Rei...

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds