Sábado, 30 de Novembro de 2013

Recordando... Manuel Maria de Barbosa du Bocage

SONETO IX

 

Arreitada donzela em fofo leito,
Deixando erguer a virginal camisa,
Sobre as roliças coxas se divisa
Entre sombras subtis pachacho estreito;

De louro pêlo um círculo imperfeito
Os papudos beicinhos lhe matiza;
E a branda crica, nacarada e lisa,
Em pingos verte alvo licor desfeito:

A voraz porra as guelras encrespando
Arruma a focinheira, e entre gemidos
A moça treme, os olhos requebrados:

Como é linda boçal, perde os sentidos:
Porém vai com tal ânsia trabalhando,
Que os homens é que vêm a ser fodidos.

 

 

In “Poesias, eróticas, burlescas e satíricas”

Colecção Clássicos do Erotismo

Editora Escriba – 1969

 

Manuel Maria de Barbosa du Bocage

1765 – 1805

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sexta-feira, 19 de Outubro de 2012

Recordando... Manuel Maria de Barbosa du Bocage

TRIBUTO EM AIS NO CORAÇÃO GERADOS

 

Tributo em ais, no coração gerados

Não dês à cara cinza, aflito Espôso;

Roçam da Vida o circulo afanoso

Caminhos florescentes, e estrelados.

 

Espiritos gentis, por Jove amados,

Volvendo a seu princípio luminoso,

Olham Sol não crestante, e mais formoso,

Vagueiam sem temor por entre os Fados.

 

Com alta fantasia, e rosto enxuto,

Vê nos Eliseos a imortal consorte.

Vê da Virtude a flor tornar-se em fruto.

 

Doce, augusta verdade Amor conforte;

Em vós, ó ímpios, a existência é luto,

E nos eleitos um sorriso a Morte.

 

 

In "Clássicos Portugueses – Trechos Escolhidos”

Século XVIII – Poesia – Bocage – Sonetos

Introdução, selecção e notas de Vitorino Nemésio

Liv. Clássica Editora – Lisboa – 1943

 

Manuel Maria de Barbosa du Bocage

1765 – 1805

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

Recordando... Manuel Maria de Barbosa du Bocage

LIBERDADE, ONDE ESTÁS?...

 

Liberdade, onde estás? Quem te demora?
Quem faz que o teu influxo em nós não caia?
Porque (triste de mim!), porque não raia
Já na esfera de Lísia a tua aurora?


Da santa redenção é vinda a hora
A esta parte do mundo, que desmaia.
Oh! Venha… Oh! Venha, e trémulo descaia
Despotismo feroz, que nos devora!


Eia! Acode ao mortal que, frio e mudo,
Oculta o pátrio amor, torce a vontade,
E em fingir, por temor, empenha estudo.


Movam nossos grilhões tua piedade;
Nosso númen tu és, e glória, e tudo,
Mãe do génio e prazer, oh Liberdade!

 

 

In "Clássicos Portugueses – Trechos Escolhidos – Sonetos"

Liv. Clássica Editora – Lisboa – 1961 

 

Manuel Maria de Barbosa du Bocage

1765 – 1805

 

Númem: Divindade, Deus

 

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Manuel Mari...

. Recordando... Manuel Mari...

. Recordando... Manuel Mari...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds