Sexta-feira, 19 de Agosto de 2016

Recodando... Luís Veiga Leitão

CORREDOR

 

Cem metros à sombra – temperatura

de tantos corpos e almas em rodagem.

neste muro cercado, a maior viagem

sob um céu de pedra escura.

 

Sombras em fila, espectros talvez,

desplantam ecos da raiz do chão.

Lembram comboios que vêm e vão

sob túneis de pez.

 

E vêm e vão com pés humanos

ressoando movimentos tardos,

levando fardos, trazendo fardos

das horas sem dias e meses sem anos.

 

E vêm e vão, sempre, sempre a rodar

na linha dos railes espectrais,

sem descarregadores na gare,

sem guindastes no cais.

 

E vêm e vão pela via larga

das redes do sonho e da lembrança,

levando a carga, trazendo a carga

de toneladas de esperança.

 

In “Surrealismo Abjeccionismo”

Antologia organizada por Mário Cesariny

Edições Salamandra

 

Luís Veiga Leitão **

(1912-1987)

 

** Pseudónimo de Luís Maria Leitão

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sexta-feira, 13 de Dezembro de 2013

Recordando... Luís Veiga Leitão

CARTA

 

Lanço as palavras ao papel

como pescador calmo

lança os barcos ao rio.

Só no fundo, no fundo inviolado,

contraio e espalmo

as minhas mãos, mãos de afogado

morrendo à sede.

 

- Meu amor estou bem -

 

Quando te escrevo,

ponho os olhos no teu retrato

pendurado nos ferros da minha cama

 

para que as palavras tenham o sabor exacto

de quem me ouve,

de quem me fala,

de quem me chama.

 

«Meu amor estou bem»

 

Ontem vi a Primavera

numa flor cortada dos jardins.

Hoje, tenho nos ombros uma pedra

e um punhal nos rins.

 

«Meu amor estou bem»

 

Se a morte vier, querida amiga,

à minha beira, sem ninguém,

hei-de pedir-lhe que te diga:

 

«Meu amor estou bem»

 

In “Longo Caminho Breve”

Imprensa Nacional-Casa da Moeda – 1985

 

Luís Veiga Leitão **

1912 – 1987

 

** Pseudónimo de Luís Maria Leitão

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sexta-feira, 19 de Julho de 2013

Recordando... Luís Veiga Leitão

A PEDRA

 

Rugosa dureza que respiro

cerrado silêncio

rastro das nuvens que partiram

quartzo das montanhas da Nave

xisto azul dos montes Dúrios

 

- Pedras machos me pariram

 

Partido e repartido sob linhas férreas

no forro a côdea do sol e o salário

dos passos ingénuos, degraus de vinhas

e suor e sonho de maltas que saibraram

as entranhas do fogo e as vísceras do mar.

 

- Pedras fêmeas me criaram

 

Minha cidade de funduras compacta

granitos «dente de cavalo» entre os quais

corre uma língua de espelhos marginais

granitos que sobem no ímpeto das torres

e olham, olhos facetados, o sonoro

poente das clarabóias, íris ardendo

 

- Pedras da minha pedra onde morro e moro.

 

(Rosto Por Dentro)

 

In “Biografia Pétrea”

Thesaurus Editora

 

Luís Veiga Leitão **

1912 – 1987

 

** Pseudónimo de Luís Maria Leitão

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recodando... Luís Veiga L...

. Recordando... Luís Veiga ...

. Recordando... Luís Veiga ...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds