Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Recordando... Castro Reis

À MEMÓRIA DE MINHA MÃE

 

Morreste, minha Mãe, Deus quis assim

Pôr fim à tua dor e sofrimento!...

A vida te foi dura e bem ruim,

Mas terminou, enfim, o teu tormento!...

 

Sei que bem longe agora, estás de mim,

E que apenas nos une o pensamento!...

Sem ti, ó minha Mãe, em dor sem fim,

Sou mais pobre, a partir deste momento!...

 

Não torno mais a ler-te os versos meus,

Nem a enxugar o pranto aos olhos teus,

Nem minha dor, ó Mãe, jamais te inquieta!...

 

Deus te compense e dê paz lá no Céu,

Porque foi no teu ventre que nasceu

Um filho, que Deus quis fosse Poeta!...

 

 

In “Esta Cidade Que Eu Amo” – Porto – 1985

Edição do Grupo de Acção Recreativa

e Cultural Semente Nova (GARC)

 

Castro Reis

1918 – 2007

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
tags:
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 24 de Dezembro de 2008

Recordando... Poetas e o Natal... Castro Reis

 

NATAL URGENTE

 

São tantos os Natais que tenho escrito,

Mensagem de Natal p'ra toda a gente!

Que não posso conter este meu grito

De escrever mais este Natal Urgente!...

 

Sinto estalar-me o peito de amargura,

De tanta imagem triste de Natal!

Domina a violência e a loucura

Neste mundo terrível e brutal!...

 

Não há paz, só há guerra, fome e dor,

E os homens não se entendem afinal!

Campeia a morte, o medo e o terror,

Num cortejo de sangue crucial!...

 

O mundo não entende, por maldade,

Que o Natal é – Amor, Fraternidade,

Sempre e em todo o tempo, por igual!...

Que este Natal desperte bem profundo,

E deixem de existir por todo o mundo,

- Assassinos da Paz e do Natal!

 

 

 

Natal de 1992

 

In “Etéreas Sinfonias de Natal”

Edição do Autor

 

Castro Reis

1918 – 2007

 

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 28 de Maio de 2008

Recordando... Poetas naturais do Porto (Portugal)... Castro Reis

DÁDIVA DIVINA

 

Como é grande o valor da Natureza

E tudo quanto a Mão de Deus criou…

O mais pequeno ser, nos dá certeza

Da grandeza divina que o moldou!...

 

Obra de maravilha e de Beleza,

Grande foi o Amor que a inspirou…

Toda da Obra de Deus é chama acesa

Que a Natureza Mãe, eternizou!...

 

E dessa Obra prima, de esplendores:

Nasceram rios, árvores e flores,

Aves, astros e coisas divinais!...

 

Mas de tanta grandeza concebida

Com que Deus quis dar vida à própria Vida:

– Ter nascido Poeta, é muito mais!

 

 

In “Esta Cidade Que Eu Amo” – 1985

 

Castro Reis

1918 – 2007

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 4 de Fevereiro de 2008

Recordando... Poetas que deram "voz" ao Porto... Castro Reis

 

ESTA CIDADE QUE EU AMO

 

 

Esta cidade que eu amo,

Minha cidade natal:

É a cidade a que eu chamo

– A Alma de Portugal!

 

Cidade que me foi berço,

Onde cresci, me fiz homem…

Nela acordo e adormeço

Sonhos que lembro e esqueço

– Que os sonhos doem, consomem!

 

Minha Cidade Tripeira,

Meu Porto, audaz e altruísta…

No teu grito, de alma inteira,

Se ergue a divisa altaneira

Da tua Gente bairrista.

 

Ó minha Cidade Invicta,

«Mui Nobre, Sempre Leal»

És coração, onde habita,

A chama ardente, bendita,

– Que deu nome a Portugal.

 

 

In “Esta Cidade Que Eu Amo”

 

Castro Reis

1918 – 2007

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (2) | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Castro Reis

. Recordando... Poetas e o ...

. Recordando... Poetas natu...

. Recordando... Poetas que ...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds