Domingo, 16 de Agosto de 2009

Recordando... Antero Monteiro... Poeta Contemporâneo

INSÓNIA

 

Um dois e três carneiros
saltitam espertos
Mais três como os primeiros
– e eu de olhos abertos…


Sete oito nove dez
fugidos ao seu dono
Já são quarenta pés
– e eu à espera do sono…


Onze bolas de lã
tropeçando à marrada.
Já é quase manhã
– e quanto a dormir nada…


Uma dúzia balindo
(e só sabem balir)
Que rebanho tão lindo
de horas sem dormir!…


Mais cinco dezassete,
mais quatro vinte e um
Esta noite promete
– e eu sem sono nenhum…


Vinte e dois vinte e três…
E mais um par recolho
Já passaram mais dez
– e eu sem pregar olho…


Já lá vão trinta e quatro
se não erro ou não esqueço
Lá vem mais um pacato
– e eu cá não adormeço…


Chega meia centena
a tropeçar na lama
Quem de mim terá pena
sempre às voltas na cama?


Já são oitenta e cinco
mais quinze faz os cem
Eles brincam e eu brinco
sem ter sono também…


Ai se o lobo nocturno
atacasse… – que horror!
Por isso é que não durmo
É que eu sou o pastor…



In “A Lia Que Lia Lia”

Elefante Editores

 

Antero Monteiro

N. 1946

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quarta-feira, 16 de Julho de 2008

Recordando... Poetas do Séc. XIX (3)... Antero Quental

 

AS FADAS

 

"As fadas... eu creio nelas!

Umas são moças e belas,

Outras, velhas de pasmar...

Umas vivem nos rochedos,

Outras, pelos arvoredos,

Outras, à beira do mar...

 

Algumas em fonte fria

Escondem-se enquanto é dia,

Saem só ao escurecer...

Outras, debaixo da terra,

Nas grutas verdes da serra,

É que se vão esconder..."     

 

In “As Fadas”

 

Antero de Quental,

1842 - 1891

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008

Recordando... Poetas séc. XIX (2)... Antero de Quental

 

SONHO

 

Sonhei – nem sempre o sonho é coisa vã –

Que um vento me levava arrebatado,
Através desse espaço constelado
Onde uma aurora eterna ri louçã...

As estrelas, que guardam a manhã,
Ao verem-me passar triste e calado,
Olhavam-me e diziam com cuidado:
Onde está, pobre amigo, a nossa irmã?

Mas eu baixava os olhos, receoso
Que traíssem as grandes mágoas minhas,
E passava furtivo e silencioso,

Nem ousava contar-lhes, às estrelas,
Contar às tuas puras irmãzinhas
Quanto és falsa, meu bem, e indigna delas!

 

 

Antero de Quental

1842 – 1891

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Recordando... Poetas do Séc. XIX... Antero Quental

 

INTIMIDADE

 

Quando, sorrindo, vais passando, e toda
Essa gente te mira cobiçosa,
És bela – e se te não comparo à rosa,
É que a rosa, bem vês, passou de moda...

Anda-me às vezes a cabeça à roda,
Atrás de ti também, flor caprichosa!
Nem pode haver, na multidão ruidosa,
Coisa mais linda, mais absurda e doida.

Mas e na intimidade e no segredo,
Quando tu coras e sorris a medo,
Que me apraz ver-te e que te adoro, flor!

E não te quero nunca tanto (ouve isto)
Como quando por ti, por mim, por Cristo, juras
 – mentindo – que me tens amor...

 

 

Antero Quental

1842 – 1891

 

sinto-me: Radiante sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 4 de Junho de 2007

Recordando... Antero Quental

Uma Amiga

 

 

Aqueles que eu amei, não sei que vento
Os dispersou no mundo, que os não vejo...
Estendo os braços e nas trevas beijo
Visões que a noite evoca o sentimento...

Outros me causam mais cruel tormento
Que a saudade dos mortos... que eu invejo...
Passam por mim... mas como que têm pejo
Da minha soledade e abatimento!

Daquela primavera venturosa
Não resta uma flor só, uma só rosa...
Tudo o vento varreu, queimou o gelo!

Tu só foste fiel – tu, como d'antes,
Inda volves teus olhos radiantes...
Para ver o meu mal... e escarnecê-lo!

 

 

Antero de Quental

(1842 – 1891)

In Sonetos – Estante Editora

 

 

sinto-me: Radiante sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Antero Mont...

. Recordando... Poetas do S...

. Recordando... Poetas séc....

. Recordando... Poetas do S...

. Recordando... Antero Quen...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds