Quinta-feira, 1 de Junho de 2017

Recordando... Alexander Search

HORROR

 

Em minha alma, na sua escuridão,

Tão escura como a alma em cada ser,

Por bênção de sua eterna maldição

Lampeja qual vampiro sem corpo tido

Em rara plenitude além saber,

Do universo o íntimo sentido.

 

E tão cobarde é meu pensamento,

Toda a vida e tudo em mim absorvendo

E me tomando, mais fel do que o fel,

Que eu tenho medo de abrir os meus olhos

E a mente a uma surpresa horrível,

E sinto meu ser quase em supressão

Num horror além da Imaginação.

 

Mais do que a mais cobarde das feras

Diante do raio em que o céu se fen

Mais do que o ébrio na sua aflição

Que tem visões que o temor transcende,

Mais do que o medo pode conceber,

Mais que a loucura pode fazer crer,

Mais do que o nem sequer imaginado,

O mistério de tudo, o seu sentido

Quando em mim, em plenitude vislumbrado,

Faz aterrar meu ser enlouquecido.

 

Não fales — não há palavra a ser dita —

Não, nem a sombra dessa sensação,

Da corda da sanidade partida

Em mim, na angústia daquele momento

E na intensidade da negação;

Não penses, não é capaz o pensar

De um tal horror poder expressar.

 

A mínima coisa fica terrível

E sublime o ínfimo pensamento —

Tudo no mundo fica mais horrível

Do que o sentido da alma do tempo,

Do que o medo da morte profunda,

Do que o remorso em que o crime se afunda.

 

É como que trazer o conhecimento

De que o mistério é só um jogo tolo.

Contudo se assim o viessem trazer,

Morto estaria o meu pensamento

E morto, como tudo, todo o meu ser:

É isto o que os homens sabem nomear,

Olhando o rosto de Deus, grosseiramente.

E esse sentir pode mais que mutilar

O espírito, mais que embrutecer;

Ele mataria total e prontamente,

Com um susto nem no inferno provado,

Mais do que do terror é conhecido,

Mais do que do medo é imaginado.

 

1907

 

In “Poesia”

Edição e tradução de Luísa Freire

Assírio & Alvim – 1999

 

Alexander Search

 

Heterónimo de Fernando Pessoa (1888-1935)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 1 de Junho de 2016

Recordando... Alexander Search

ESTRANHEZAS

 

O estranho e o anormal

Têm um aroma peculiar,

Sempre constantes na alternância

São um sorriso e um suspirar:

O estranho e o anormal

Têm um aroma peculiar.

 

Eles são flores em vasos guardadas

Que a arte humana não sabe fazer,

O estranho é forte como chicotadas

E o anormal faz-nos estremecer.

Eles são flores em vasos guardadas

Que a arte humana não sabe fazer.

 

Têm o ardor da paz perturbada,

Dos inquietos salões da alegria,

esta é a fragrância por eles usada

Que ora nos anima, ora nos sacia:

Têm o odor da paz perturbada,

Dos inquietos salões da alegria.

 

O estranho e o anormal

Têm um aroma peculiar —

O da humana carne que, na mudança

Se fez corrupta sem se queixar:

O estranho e o anormal

Têm um aroma peculiar.

 

1906

 

In “Poesia”

Edição e tradução de Luísa Freire

Assírio & Alvim – 1999

 

Alexander Search

 

Heterónimo de Fernando Pessoa (1888-1935)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Sábado, 31 de Outubro de 2015

Recordando... Alexander Search

CONVERSA FAMILIAR

 

Minha velha amiga, Desilusão,

Tinha-me esquecido que estavas aqui.

Perdoa-me. Tentando a desolação

Enganar, quase que fingi,

Perdoa, que tinhas ido embora.

Tu, amiga fiel, estás comigo agora!

 

Desespero, companheiro de velhos tempos,

Em ti também — embora não olvidado

— Numa espécie de pausa — por momentos

Terei talvez menos pensado.

Esquecer-te inteiramente não consigo.

Amigo, que estás aqui comigo!

 

E tu, velha companheira, Solidão,

De afecto e esperança carente,

Tu, minha gémea — não seria incorrecção

Se deixasse de parar ‘a tua frente

P’ra jogarmos com o medo e o cuidado?...

Por que vens, ó choro, deixar-me envergonhado?

Não quero mais isso, lágrimas não.

 

In “Poesia”

Edição e tradução de Luísa Freire

Assírio & Alvim - 1999

 

Alexander Search

Heterónimo de Fernando Pessoa (1888 - 1935)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Alexander S...

. Recordando... Alexander S...

. Recordando... Alexander S...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds