Sexta-feira, 1 de Julho de 2016

Recordando... Soares Passos

O MENDIGO

 

Nas torres soberbas da grande cidade

O sol desmaiado não tarda morrer;

Recrescem as sombras: que importa? a vaidade

No manto das sombras envolve o prazer.

 

E o velho, entretanto, lá sobe a montanha,

Caminha, caminha, no cimo parou:

Em frigidas gottas o rosto lhe banha

Suor cupioso, que á terra baixou.

 

Quiz, antes da morte, nas serras distantes

Fitar indo os olhos cansados da luz;

A aldeia da infancia saudar por instantes,

Depois, satisfeito, depor sua cruz.

 

Olhou, e um suspiro de vaga saudade

Juntou a seus prantos em funda mudez;

Depois, ao volver-se, topando a cidade,

Que em ebrio tumulto folgava a seus pés:

 

«Mal hajas, cidade, que ao pobre faminto

«O pão da desgraça negaste cruel!

«Mal hajas, mal hajas, que a terra do extincto

«Talvez lhe negáras á tumba infiel!»

 

E exhausto, e sem forças, caiu de joelhos;

E a fronte cansada firmou no bordão:

Passados instantes, os olhos vermelhos

Ao céo levantava, dizendo: perdão!

 

Caiam-lhe soltas, no collo vergado,

As longas madeixas em brancos anneis:

Que nobre semblante de rugas sulcado,

Sulcado dos annos, e mágoas crueis!

 

«Perdão para as vozes que solta a desgraça!

«Perdão para o triste, perdão, oh meu Deus!

«Bem hajas, que aos labios lhe roubas a taça

«De fel e amarguras, abrindo-lhe os céos.

 

«Já filhos não tenho, levou-mos a guerra;

«Esposa não tenho, finou-se de dor;

«Amigos não vejo na face da terra:

«Que faço eu no mundo? bem hajas, Senhor!

 

«Ás portas do rico bati sem alento,

«Eu, rico n'outr'ora, mendigo por fim;

«O rico sem alma negou-me sustento,

«Aquelles que amava fugiram de mim.

 

«Vaguei pelo mundo, nas faces myrrhadas

«Colhendo os insultos que ao pobre se dão;

«Sem pão, sem abrigo, por noites geladas

«Pousei minha fronte nas lageas do chão.

 

«Que vezes a morte chamei sem alento,

«Cansado do annos, e fomes, e dor!

«A morte não veio: soffri meu tormento...

«Só hoje me ouviste: bem hajas, Senhor!

 

«Os homens e o mundo negaram-me os braços,

«Mas tu me recolhes, tu me abres os teus...

«Minha alma te busca, desprende-a dos laços...

«Perdão para todos, perdão, oh meu Deus!»

 

E um ai derradeiro soltou d'ancidade,

Caindo por terra nas urzes do chão;

Ao longe, no seio da grande cidade,

Brilhava das festas nocturno clarão.

 

(Mantém a grafia original)

 

In “Poesias” - 1917

Publicações J. Ferreira dos Santos

 

Soares Passos

(1826-1860)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Edmundo de ...

. Recordando... Célia Moura

. Recordando... Pedro Homem...

. Recordando... Afonso Lope...

. Recordando... Nuno Júdice

. Recordando... Luís Filipe...

. Recordando... Políbio Gom...

. Recordando... Gastão Cruz

. Recordando... António Lad...

. Recordando... Eugénio de ...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds