Segunda-feira, 31 de Outubro de 2016

Recordando... Vergílio Ferreira

VEIO TER COMIGO HOJE A POESIA

 

Veio ter comigo hoje a poesia.

Há quantos anos? Desde a juventude.

Veio num raio de sol, num murmúrio de vento.

E a ilusão que me trouxe de uma antiga alegria

reinventou-me a antiga plenitude

que já não invento.

 

Fazia-lhe outrora poemas verdadeiros

em fornicações rápidas de galo.

Hoje não sou eu nunca por inteiro

e há sempre no que faço um intervalo.

 

Estamos ambos tão velhos — que vens fazer?

— a cama entre nós da nossa antiga função.

Nublado o olhar só de a ver.

E tomo-lhe em silêncio a mão.

 

In “Conta-Corrente 1”

Livraria Bertrand - 1981

 

Vergílio Ferreira

(1916-1996)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Terça-feira, 25 de Outubro de 2016

Recordando... Fernando Esteves Pinto

APODERAVA-SE DAS MINHAS PALAVRAS

 

Apoderava-se das minhas palavras

como se fossem uma toalha do seu rosto

alguns utensílios reservados para a sua vida.

Eu escrevia casa e a casa teria de ser a defesa do nosso amor.

Eu escrevia cama e a cama transformava-se num jogo de silêncio.

Vivia por trás da minha escrita

como se preenchesse a alma de tudo o que não entendia.

Queria que eu mobilasse a vida só com palavras

breves imagens que fossem o retrato do meu pensamento.

Eu proporcionava-lhe a felicidade como um enigma

em cada palavra um sentimento formalmente virtual

depois abandonava-a com a ilusão do espaço decorativo.

 

In “Área Afectada”

Editora Temas Originais - 2010

 

Fernando Esteves Pinto

(N. 1961)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2016

Recordando... Pedro da Silveira

METAFÍSICA

 

Foi em Taipé.

Se bem me lembro, a 3 de Outubro.

Nas árvores o sol crescia devagar.

 

Entrámos num dos templos da cidade

e era quando os crentes fazem as suas oferendas.

Uma monja revestida de amarelo oficiava

e o fumo dos pivetes enlaçava-se

na música dos sinos e dos címbalos.

 

Nunca vi em parte nenhuma uma monja tão bela

e os seus gestos oficiando eram belos como ela.

Na música transportava-me não ao céu

mas aos braços da monja erguidos

maduros e redondos para o amor.

 

Sobre um estrado recebendo as bênçãos

vi comidas que só os chinas sabem oferecer a deuses

e que pelos deuses abençoadas eles retomam, e comem.

Mas sobretudo vi um cacho de bananas

cor de ouro, enormes, sardentas.

 

Quando saí não pude deixar de comprar bananas,

que logo amorosamente devorei.

E por isso ainda hoje penso na monja de amarelo,

nos gestos que fazia oficiando.

 

Nunca mais voltarei a Taipé

nem comerei bananas como aquelas.

Que a vida é assim, amigos:

recordar, por exemplo, a beleza de uma monja

e um cacho de bananas

e contentarmo-nos depois com o que temos

onde não temos nada disso.

 

In “Corografias” - 1985

Perspectivas & Realidades

 

Pedro da Silveira

(1922-2003)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quinta-feira, 13 de Outubro de 2016

Recordando... Vítor. C **

OLHOS NOS OLHOS...

 

Vamos conversar…

Vamos falar, por vezes, sem falar…

 

Olha bem no fundo do meu olhar

e descodifica o que há para decifrar

nos mistérios que em mim residem.

 

Despe a minha alma e lê o meu corpo,

segue-lhe os sinais que não fui a tempo de desvanecer,

aprecia muito mais o que sentires

do que aquilo que a visão te oferecer…

despe-me o corpo e lê-me a alma,

rasga os tecidos desprotegidos

e tenta encontrar algo já esquecido

nas artérias e veias que mapeiam a minha pele…

 

Suaviza e eterniza este momento,

cristaliza as gotículas do salgado suor

que da minha fronte se desprenderão

como chuva quente no Verão,

para a concha da palma da tua mão

e faz delas parte dos teu segredos,

guarda-as como cristais diamantizados,

em valiosos quilates lapidados…

 

Quando, por fim, eu estiver descodificado

na imensa enciclopédia dos termos sem significado,

fala-me, finalmente, das coloridas paisagens

que tão ansiosamente em mim desbravaste,

das empolgantes e subtis panóplias de imagens

que por todo eu em tela de linho pintaste

e dá-me um pouco do teu valioso tempo

para continuarmos neste doce momento…

 

Vamos conversar…

deixa-me olhar bem no fundo do teu olhar

e descodificar o que há para decifrar

nos mistérios que em ti residem…

 

Permite-me despir-te a alma e ler o teu corpo…

 

In "Sou Teu"

Chiado Editora

 

Vítor. C **                              

(N. 1956)

 

** Nome literário de Vítor Costeira

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sexta-feira, 7 de Outubro de 2016

Recordando... Edgar Carneiro

UM MALMEQUER

 

Uma a uma cortei

do malmequer

as pétalas macias

não pra saber

se bem ou mal me queres

mas pra sentir nos dedos

a seda do teu corpo.

 

In "Depois de Amanhã"

Editora Campo das Letras - 2003

 

Edgar Carneiro

(1913-2011)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sábado, 1 de Outubro de 2016

Recordando... Ana Fonseca

INTIMIDADE

 

A um floco de nuvem

murmurei segredos

que se tornaram

doces palavras de Amor

sopradas aos ouvidos do tempo…

É assim a magia

de contigo estar

em todos os momentos…

 

e em cada desencontro

Procuro-te…

recebo o teu braço na brisa,

o teu sorriso na luz,

a tua palavra em cada linha traçada

e assim… naturalmente

se tecem todos os encontros

 

In “No Leito do Meu Pensamento”

Editora Universus

 

Ana Fonseca

(N. 1972)

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Glória de S...

. Recordando... Carlos de O...

. Recordando... Américo Cor...

. Recordando... Vítor Nogue...

. Recordando... Ana Luísa A...

. Recordando... Guerra Junq...

. Recordando... Fernando Ec...

. Recordando... António de ...

. Recordando... Agostinho d...

. Recordando... Vitorino Ne...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds