Terça-feira, 25 de Fevereiro de 2014

Recordando... Liberto Cruz

VEM A NOITE

 

Vem a noite. E um límpido

E frio cansaço rompe

Entre as árvores. O mar

Abranda quase ausente.

 

Breve toda a esperança

Já o sonho não persiste

E só o medo aumenta

A raiva o desespero.

 

Uma corda: a solidão.

Uma névoa antiga

E depois a queda livre

 

O alívio talvez.

Quem sua vida comanda

Também a morte ordena?

 

In “Poesia Reunida (1956 – 2011) ”

Editora Palimage – 2012 

 

Liberto Cruz

N. 1935

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2014

Recordando... Daniel Faria

PEDRA DE SÍSIFO

 

Agora medirei o tempo
Pela vara erguida ao meio-dia
Pela areia a descer o coração
E o sono

Pela cinza no cabelo de Jacob
Pelas agulhas no colo de Penélope

Agora lavarei a minha face
Sem perturbar os círculos da água Medirei o tempo pelo peso da pedra
De Sísifo, perto do cimo
E pelo musgo que dificulta
A firmeza dos seus pés

Partirei sozinho na viagem Sem nenhuma pedra ou senda repetida
E no tempo repetido acharei uma saída
Uma manhã depois de uma manhã

In “Poesia” – 2.ª edição
Edições Quasi – 2006  

 

Daniel Faria
1971 – 1999

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014

Recordando... Daniel Maia-Pinto Rodrigues

À NOITE

 

À noite
à ilharga do tempo
de mãos separadas
olhamos as estrelas.

Perdeste o isqueiro
e estás perturbada.
Tens razão:
deixaste para trás
um qualquer pertence
da realidade.

Hesitas se hás-de regressar
ao seu encontro
mas talvez te percas
exactamente aí
ao regressares.

Olha melhor as estrelas
é noite
e estamos à ilharga do tempo.

In “Dióspiro”
Poesia Reunida de 1977-2007
Quási Edições – 2007

 

Daniel Maia-Pinto Rodrigues
N. 1960

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sexta-feira, 7 de Fevereiro de 2014

Recordando... Virgínia Victorino

ALELUIA

 

Antes de te encontrar nem eu vivia

Nem mesmo sei dizer quem dantes era.

Andava atrás do sonho, da quimera,

procurava-se sempre e não te via.

 

Tu és o tronco. Eu sou a folha d'hera

Tu és na minha noite um claro dia.

Dás à minha tristeza uma alegria

Trazes ao meu inverno a primavera.

 

Esta paixão, sei lá porque m'a fazes...

Dá-me rosas, e cravos, e lilazes...

Eu quero a minha vida bem mudada.

 

Como se encontra o bem que se procura!

O meu passado esqueço-o: é noite escura.

Abro os olhos agora: é madrugada.

 

In “Namorados”

Portugália Editora – 1924

 

Virgínia Victorino

1895 – 1968

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Sábado, 1 de Fevereiro de 2014

Recordando... Luísa Dacosta

CHAMAMENTO

 

Da margem do sonho

e do outro lado do mar

alguém me estremece

sem me alcançar.

 

Um bafo de desejo

chega, vago, até mim.

Perfume delido

de impossível jasmim.

 

É ele que me sonha?

Sou eu a sonhar?

Sabê-lo seria

desfazer, no vento,

tranças de luar.

 

Nuvens,

barcos,

espumas

desmancham-se na noite.

 

E a vida lateja, longe,

num outro lugar

 

In “Cem  Poemas Portugueses no Feminino”

Selecção, organização e introdução de José Fanha e José Jorge Letria

Editora Terramar

 

Luísa Dacosta

N. 1927

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Glória de S...

. Recordando... Carlos de O...

. Recordando... Américo Cor...

. Recordando... Vítor Nogue...

. Recordando... Ana Luísa A...

. Recordando... Guerra Junq...

. Recordando... Fernando Ec...

. Recordando... António de ...

. Recordando... Agostinho d...

. Recordando... Vitorino Ne...

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds