Segunda-feira, 30 de Setembro de 2013

Recordando... Anthero Monteiro

DEFESA

 

ah esta velha mania

de prolongar na noite o parco dia

e rebuscar na solidão maior

remédio

para o tédio

e para a dor

 

ah esta velha doença

de alinhar sinónimos de fel

ao longo do papel

e de gravar sinais de desvario

de loucura e de frio

nesta segunda pele

 

com a crença

de que a estrutura em verso

defendendo o meu íntimo vazio

suportará o peso do universo

 

In “Desesperânsia”

Corpos Editora

 

Anthero Monteiro

N. 1946

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quarta-feira, 25 de Setembro de 2013

Recordando... Rosa Alice Branco

À FLOR DA PELE

 

Nunca vi nervos à flor da pele, mas sinto
a doçura do pólen e deixo a língua escorregar
pelo teu corpo. Dizem que os nervos se reflectem
nos intestinos. A flor dos intestinos cura-se
com a flor do iogurte. É um universo completo:
da flora à fauna intestinal, de dobra em dobra,
a vista da montanha, a festa dos vales
e pequenos seres despertando
no côncavo, no invisível cheio de promessas.
Deve ser terrível ter os nervos à flor da pele,
acalmá-los com massagens suaves até murcharem
ou então deixar os nervos à superfície
como um ouriço-cacheiro, um ouriço-do-mar
se viver no litoral. É um mundo perigoso.
São horas: Levo a minha pele à rua
presa pela correia do relógio.

In “Da Alma e dos Espíritos Animais”
Campo das Letras – 2001

 

Rosa Alice Branco

N. 1950

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Quinta-feira, 19 de Setembro de 2013

Recordando... Saúl Dias

ENQUANTO O FILHO DORME

 

De noite acordo e quero ver-te. Dormes

tão quentinho no leito aconchegado

Lá fora, o inverno, túmido, pesado

de ventaneiras, temporais enormes.

 

O relógio dá horas, meias horas,

e eu não me canso de fitar teu rosto,

sereno, róseo...Nem pelo agosto

há tanta claridade nas auroras!

 

Neva lá fora. Como é quente aqui!

Aqueço as minhas mãos à tua beira,

tal como ao lume bom duma lareira.

 

E arde o lume que provém de ti!

Que viva a chama! Que calor tão bom!

Que bem aquenta um pobre coração!

 

In “Sangue”

Edições "Ser"

 

Saul Dias **

1902 – 1983

 

**pseudónimo de Júlio Maria dos Reis Pereira

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 13 de Setembro de 2013

Recordando... Ana Luísa Amaral

MÚSICAS

 

Desculpo-me dos outros com o sono da minha filha.

E deito-me a seu lado,

a cabeça em partilha de almofada.

 

Os sons dos outros lá fora em sinfonia

são violinos agudos bem tocados.

Eu é que me desfaço dos sons deles

e me trabalho noutros sons.

 

Bartók em relação ao resto.

 

A minha filha adormecida.

Subitamente sonho-a não em desencontro como eu

das coisas e dos sons, orgulhoso

e dorido Bartók.

 

Mas nunca como eles

bem tocada

por violinos certos.

 

In “Minha Senhora De Quê “

Editora Quetzal – 1999

 

Ana Luísa Amaral

N. 1956

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Sábado, 7 de Setembro de 2013

Recordando... Joaquim Evónio

RENOVANDO O MUNDO...

 

Braços de luz, lábios de fogo

e mãos de acarinhar!

Vem, vem de mansinho,

asas abertas de Sol e Lua,

é tão suave o teu voar!

 

Aqui encontras o ninho

do Paraíso perdido,

não tens mais que procurar...

Chegou o fim da viagem,

agora, sim, vamos viajar

para o encontro das almas

perdidas no espaço e no tempo!

 

Este é um cais de passagem

para inflar as nossas velas

do vento mais promissor

que nos leva ao Shangri-la...

Está à nossa espera,

das sementes que vamos semear

e germinarão esperanças

dum universo melhor

onde o caos é nosso aliado

pra começar tudo de novo

e construir a cidade nova e sem medo!

E ao olhar para baixo,

do alto de nossas asas astrais,

sentiremos redobrado amor

por nós e pelo mundo

que ajudámos a voar!

 

In "Os Confrades da Poesia"

Ano V – Boletim Especial Nº 50 – Julho/Agosto.2012

 

Joaquim Evónio

1938 – 2012

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Domingo, 1 de Setembro de 2013

Recordando... António Nobre

POBRE TÍSICA

 

Quando ela passa à minha porta,
Magra, lívida, quase morta,
E vai até à beira-mar,
Lábios brancos, olhos pisados:
Meu coração dobra a finados,
Meu coração põe-se a chorar.

Perpassa leve como a folha,
E, suspirando, às vezes, olha
Para as gaivotas, para o ar:
E, assim, as suas pupilas negras
Parecem duas toutinegras,
Tentando as asas para voar!

Veste um hábito cor de leite,
Sainha lisa, sem enfeite,
Boina maruja, toda luar:
Por isso, mal na praia alveja,
As mais suspiram com inveja:
«Noiva feliz, que vais casar...»

Triste, acompanha-a um terra-nova
Que, dentro em pouco, à fria cova

A irá de vez acompanhar...
O chão desnuda com cautela,
Que Boy conhece o estado dela:
Quando ela tosse, põe-se a uivar!

E, assim, sozinha com a aia,
Ao sol, se assenta sobre a praia,
Entre os bebés, que é o seu lugar.
E o Oceano, trémulo avozinho,
Cofiando as barbas cor de linho,
Vai ter com ela a conversar.

Falam de sonhos, de anjos, e ele
Fala de amor, fala daquele
Que tanto e tanto a faz penar...
E o coração parte-se todo,
Quando a sorrir, com tão bom modo,
O mar lhe diz: «Há-de sarar...»

Sarar? Misérrima esperança!
Padres! ungi essa criança,
Podeis sua alma encomendar:
Corpinho de anjo, casto e inerme,
Vai ser amada pelo verme,
Os bichos vão-na desfrutar.

Sarar? Da cor dos alvos linhos,
Parecem fusos seus dedinhos,
Seu corpo é roca de fiar...
E, ao ouvir-lhe a tosse seca e fina,
Eu julgo ouvir numa oficina
Tábuas do seu caixão pregar!

Sarar? Magrita como o junco,
O seu nariz (que é grego e adunco)
Começa aos poucos de afilar,
Seus olhos lançam ígneas chamas:
Ó pobre mãe, que tanto a amas,
Cautela! O Outono está a chegar...

Leça, 1889

 

Elrgias

In ” Só” – Fev.1989

Estante Editora

 

António Nobre

1867 – 1900

publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Vicente Cam...

. Recordando... Ana Hatherl...

. Recordando... Teresa Brin...

. Recorddando... Vitorino N...

. Recordando... Alberto Lac...

. Recodando... Fernando Pes...

. Recordando... Alberto Cae...

. Recordando... Ricardo Rei...

. Recordando... Fernando Pe...

. Recordando... Álvaro de C...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds