Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

Recordando... Poetisas Portuguesas (2)... Manuela Amaral

NO CONJUGAR AMOR

 

Descobrimos coisas

que ninguém mais sabe

Coisas diversas do saber comum.

A transfusão que existe no beijar

quando a ternura é líquida

E a transparência

opaca

do suor

quando o amor é feito

E o jeito nos fica

de namorar o corpo

E o exagero em tudo que se diz

nas juras repetidas.

Descobrimos coisas

que ninguém mais sabe

e que aprendemos juntas.

 

 

In “Amor no Feminino”

Editora Fora do Texto – 1997

Coimbra – Portugal

 

Manuela Amaral 

1934 – 1995

 

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (2) | favorito
Sábado, 24 de Janeiro de 2009

Recordando... Poetisas Portuguesas (2)... Regina Guimarães

MUTILAÇÕES

 

Escreve agora a música

que os muros trauteiam

como eu dilapidei o meu tesouro.

 

Desenha agora a árvore

que rebentou por dentro.

Mostra agora o coração

com uma flecha no centro.

 

Vivi de brilho

e cuspi ouro pela boca.

Se ninguém me quis prender

foi porque não dei caça

não dei luta

nem falei em razão de força maior

nem sequer do futuro que me escuta.

 

Este livro custa a abrir

e aquela porta a fechar.

Desata agora a chorar

mesmo sem querer

mesmo sem sentir.

Chora por tudo

o que não está para vir.

 

 

In “Cem Poemas Portugueses no Feminino”

Selecção e Org. de José Fanha e José Jorge Letria

Editora Terramar

 

 

Regina Guimarães

N. 1957

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (2) | favorito
Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

Recordando... Poetisas Portuguesas (2)... Irmã Maria Rita Valente-Perfeito

DÁ O TEU PÃO

 

Sê tu o pão

Daqueles que o não têm.

 

Abre o teu coração

Como um celeiro

De grãos de trigo

A doirar,

Para matar a fome

De amor e de ternura

De quem se aproxima de ti.

 

Depois,

Não feches nunca mais

O teu celeiro

E dá-o todo inteiro

A quem precisar de ti.

Matarás, assim,

A fome mais pungente,

A mais dolorosa

E exigente

Que no mundo existe.

 

 

 

In “Poemas de uma Vida”

 

Irmã Maria Rita Valente-Perfeito

N. 1920

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009

Recordando... Poetisas Portuguesas (2)... Teresa Rita Lopes

AGORA QUE MORRESTE MÃE

 

Agora que morreste Mãe

E só em mim te tenho

Sou mais que o meu tamanho

Porque sou tu também

 

Tuas mãos afagam as minhas mãos

De quem são estes gestos esta pele?

Nunca me deste irmãos

Só contigo reparto o meu farnel

 

De quotidianos fardos e alegrias

Breves e desta brasa em chaga

Que é a tua ausência nos meus dias

Órfãos mas sempre ao colo desta mágoa

 

De não te ter de te ter sido esquiva

De não te ter nunca aberto as portas

Do meu ser de nunca te ter dado vivas

O que hoje já só são carícias mortas 

 

 

In “Cicatriz” – 1996

Editorial Presença

 

Teresa Rita Lopes,

N. 1937

 

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009

Recordando... Poetisas Portuguesas (2)... Maria Irene Costa

ALMA

 

Vive cada instante com intensidade.

Absorve cada sopro, cada aragem.

Alegre saboreia a mocidade,

Que a vida é quase uma miragem!

 

Abre as asas e livre voa,

Mesmo que seja um breve planar.

Procura a Estrela-guia e o luar

Que retirem do teu caminho o que magoa!

 

Sê tu, sempre tu, autêntica e pura.

Afasta os espinhos, a terra dura.

Amanheça de alegria o teu sorriso!

 

Possas ser, dos tristes, arrimo e encanto.

Esconde rosas vermelhas no teu manto

E faz do solo que pisas um Paraíso!...

 

 

In “O Livro da Nena” – Fevereiro de 2008

Papiro Editora

 

Maria Irene Costa

N. 1951

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2009

Recordando... Poetisas Portuguesas (2)... Fernanda de Castro

ASA NO ESPAÇO

 

Asa no espaço, vai pensamento! 

Na noite azul, minha alma, flutua! 

Quero voar nos braços do vento,

quero vogar nos braços da Lua!

 

Vai, minha alma, branco veleiro,

vai sem destino, a bússola tonta...

Por oceanos de nevoeiro

corre o impossível, de ponta a ponta.

 

Quebra a gaiola, pássaro louco!

Não mais fronteiras, foge de mim,

que a terra é curta, que o mar é pouco,

que tudo é perto, princípio e fim.

 

Castelos fluidos, jardins de espuma,

ilhas de gelo, névoas, cristais,

palácios de ondas, terras de bruma,

...Asa, mais alto, mais alto, mais!

 

 

In “Poesia II” – 1969

 

Fernanda de Castro

1900 – 1994

 

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | favorito
Domingo, 4 de Janeiro de 2009

Recordando... Poetisas Portuguesas (2)... Luiza Neto Jorge

A CASA DO MUNDO

 

Aquilo que às vezes parece

um sinal no rosto

é a casa do mundo

é um armário poderoso

com tecidos sanguíneos guardados

e a sua tribo de portas sensíveis.

 

Cheira a teias eróticas. Arca delirante

arca sobre o cheiro a mar de amar.

 

Mar fresco. Muros romanos. Toda a música.

O corredor lembra uma corda suspensa entre

os Pirinéus, as janelas entre faces gregas.

Janelas que cheiram ao ar de fora

à núpcia do ar com a casa ardente.

 

Luzindo cheguei à porta.

Interrompo os objectos de família, atiro-lhes

a porta.

Acendo os interruptores, acendo a interrupção,

as novas paisagens têm cabeça, a luz

é uma pintura clara, mais claramente lembro:

uma porta, um armário, aquela casa.

 

Um espelho verde de face oval

é que parece uma lata de conservas dilatada

com um tubarão a revirar-se no estômago

no fígado, nos rins, nos tecidos sanguíneos.

 

É a casa do mundo:

desaparece em seguida.

 

 

In “Cem Poemas Portugueses no Feminino”

Selecção e org. de José Fanha e José Jorge Letria

Editora Terramar

 

Luiza Neto Jorge

1939 – 1989

 

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (2) | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Ana Hatherl...

. Recordando... Teresa Brin...

. Recorddando... Vitorino N...

. Recordando... Alberto Lac...

. Recodando... Fernando Pes...

. Recordando... Alberto Cae...

. Recordando... Ricardo Rei...

. Recordando... Fernando Pe...

. Recordando... Álvaro de C...

. Recordando... Alexander S...

.arquivos

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds