Sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

Recordando... Poetas naturais do Porto - Portugal (2)... Álvaro de Magalhães

A FILHA

 

Ela toma a minha mão, leva-me a ver
esse pedacinho de mundo que nos coube
e eu vejo sempre pela primeira vez
porque tudo muda constantemente.
 
Cada manhã tem outra estrela-da-manhã
e em todas elas me levanto
para ir ver, pela mão dela,
o novo mundo que nesse dia há.
 
À noite, vou espreitar
essa pequena mão adormecida
que aprisiona um grão de vento
e o tesouro ameaçado da alegria;
as sombras descansam no escuro
e, a essa hora,
também dorme a mão de Deus,
ninguém segura o fio
que liga a minha a outras vidas.
 
Nunca quis ter uma bola de cristal
mas poder ir, pela mão da filha,

ver o futuro.

 

In “O Reino Perdido – 1986”

 

Álvaro Magalhães

N. 1951 (no Porto)

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

Recordando... Poetas naturais do Porto - Portugal (2)... Ana Hatherly

UM RIO DE LUZES

 

Um rio de escondidas luzes

atravessa a invenção da voz:

avança lentamente

mas de repente

irrompe fulminante

saindo-nos da boca

 

No espantoso momento

do agora da fala

é uma torrente enorme

um mar que se abre

na nossa garganta

 

Nesse rio

as palavras sobrevoam

as abruptas margens do sentido

 

 

In “O Pavão Negro”

Editora Assírio & Alvim – 2003

 

Ana Hatherly

N. 1929

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Recordando... Poetas naturais do Porto - Portugal (2)... Fernando Guimarães

NATUREZA MORTA DE JOSEFA DE ÓBIDOS

Talvez sustentes o que do tempo os frutos
nos vinham entregar, se os vemos próximos
do calor encontrado nestas salas
tão longas que se fecham e consomem

uma minúcia clara, agora extinta
na polpa que se adoça, e em tua fronte
pousou e se adelgaça a transparência
de recortes simétricos, nas rugas

de panos – as verónicas – que exalam
a humidade pura, que das folhas
chegasse, quando as vemos desprendidas

noutras colchas mais fundas que sustentem
as molduras que cercam o sentido
de estar ausente a face que nos olha.

 

 

In "Casa: O seu Desenho" IN-CM – 1985 – Lisboa

 

Fernando Guimarães

N. 1928

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (2) | favorito
Domingo, 16 de Novembro de 2008

Recordando... Poetas naturais do Porto - Portugal - (2)... José Gomes Ferreira

 

AQUELA NUVEM

 

Aquela nuvem

Parece um cavalo...

 

Ah! Se eu pudesse montá-lo!

 

Aquela?

Mas já não é um cavalo,

É uma barca à vela.

 

Não faz mal.

Queria embarcar nela.

 

Aquela?

Mas já não é um navio,

É uma torre amarela

A vogar no frio

Onde encerraram uma donzela.

 

Não faz mal.

Quero ter asas

Para a espreitar da janela.

 

Vá, lancem-me no mar

Donde voam as nuvens

Para ir numa delas

Tomar mil formas

Com sabor a sal

- Labirinto de sombras e de cisnes

No céu de água-sol-vento-luz concreto e irreal...

                       

 

In “Poesia IV” – 1970

 

José Gomes Ferreira

1900 – 1985

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

Recordando... Poetas naturais do Porto - Portugal (2)... Amadeu Batista

ARTE POÉTICA

 

De anjos falo – os seres

que por aqui transitam

entre a recepção e a psiquiatria

e durante horas se enredam em novelos

onde as cores misturadas ampliam

os berros e as carícias sob as sombras.

 

Os seres que se masturbam

na solidão do mundo e sem lágrimas

rebentam com o peito contra as grades, fulminados

da azáfama dos pássaros nos cabelos

e a ausente presença de Deus

sobre os ombros

 

De anjos falo – no aterrador silêncio

perscruto-os em busca do refúgio

que não pode encontrar-se neste tempo

em que a vertigem fere as asas

imortais dos seres proscritos.

 

 

In “Poesia Digital – 7 Poetas dos Anos 80”

Campo das Letras, 2002

 

Amadeu Batista

N. 1953

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (5) | favorito
Sábado, 8 de Novembro de 2008

Recordando... Poetas naturais do Porto - Portugal (2)... Adolfo Casais Monteiro

PINGAS DE CHUVA

 

Caem,

Gordas, sonoras,

Monótonas pingas de chuva,

- Espaçadas -

E indolentes

Vão marcando uma toada:

Ping pang - ping pang,

As pingas

De chuva do Outono pardo.

Espapaçada

A terra mole absorve

As vagas de chuva densa

Que lenta vai caindo,

Em pingas grossas, sonoras.

E ao cair,

A chuva bate o compasso

Com o som dum contrabasso...

Ping...

Pang...

Ping...

Pang…

 

 

In “Poemas do Tempo Incerto

 

Adolfo Casais Monteiro

1908 – 1972

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (2) | favorito
Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

Recordando... Poetas naturais do Porto - Portugal (2)... Sophia de Mello Breyner Andersen

TU DORMES

 

Tu dormes embalado nos rochedos

E aos meus ouvidos vem falar o vento.

Escuto, busco, chamo e não respondes,

E todo o mundo se tornou fantasma.

 

Estou fechada, suspensa, prisioneira

Queria voltar para fora, para o dia,

Ressurgir, respirar, tornar a ver,

Mas todo o mundo se tornou fantasma.

 

E a voz do mar encheu o céu e a terra

Uma voz que está cheia e se quebra

E nunca mais acaba.

 

Pássaros brancos cortam as janelas,

Anémonas cintilam nos rochedos:

Terror de estar sozinha e de escutar

Com este tempo morto entre os meus dedos.

 

 

In “Obra Poética I”

Editorial Caminho – Março de 1998

 

Sofia de Mello Breyner Andresen

1919 – 2004  

 

 

sinto-me: Radiante Sempre...
publicado por cateespero às 00:00
link do post | Deixe seu comentário | ler comentários (1) | favorito

.Eu

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Visitas desde Agosto.2008


contador de visitas gratis

.Ano XI

.Estão neste momento...

.posts recentes

. Recordando... Edmundo de ...

. Recordando... Célia Moura

. Recordando... Pedro Homem...

. Recordando... Afonso Lope...

. Recordando... Nuno Júdice

. Recordando... Luís Filipe...

. Recordando... Políbio Gom...

. Recordando... Gastão Cruz

. Recordando... António Lad...

. Recordando... Eugénio de ...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds